Segundo o crítico Edmund Wilson não existem duas pessoas que tenham lido o mesmo livro. Porque ler é uma experiência bastante pessoal, porque na interpretação das histórias intervêm os nossos valores, preferências e experiências. Por isso, recomendar um livro e acertar é quase uma arte. Ainda assim, e aproveitando os propósitos de início de ano (comer de forma saudável, aprender um idioma ou ler mais), atrevemo-nos a deixar aqui a sugestão de seis livros que não devem faltar na vossa lista de leitura para 2019.

How To Invent Everything: A Survival Guide For The Stranded Time Traveler (Ryan North)

Ryan North explica-nos como poderíamos sobreviver e melhorar a nossa existência se viajássemos ao passado e não pudéssemos regressar. Este livro ensina-nos a inventar determinadas comodidades que hoje consideramos essenciais, desde um ponto de vista irreverente e divertido, tratando de temas tão diferentes como é o caso da ciência, da arte, da filosofia e como não podia deixar de ser, da engenharia. Este livro ajudou-me a compreender melhor como chegamos ao dia de hoje e até a como sobreviver em qualquer momento da nossa história. (ou a destruí-la por completo!)

Pablo Acevedo (Camera Technical Director)

Pan casero (Iban Yarza)

Na época da tecnologia e da imediatez é necessário descobrir a importância da pausas, da calma e do tempo.  E para isso nada melhor que fazer o nosso próprio pão: desde a mistura dos primeiros ingredientes até ao momento em que está pronto para servir, há toda uma disciplina com um timing próprio que deve ser respeitado. Iban Yarza guia-nos neste maravilhoso livro na arte de fazer pão em casa, com ingredientes, utensílios e fornos normais… um livro para gente normal.

Com ele aprendemos não só a fazer um pão fabuloso (dos que não se encontram nos centros comerciais) mas também o prazer de fazer as coisas devagar e bem feitas. Tal como o Momo, é um dos melhores livros que poderás ler sobre o “tempo”.

Alberto Valero (BQ Education Director)

Purple Hibiscus (Chimamanda Ngozi Adichie)

É uma novela sobre a vida familiar de Kambili e do seu irmão Jaja, submetidos a uma estrita conduta por parte de um pai que os castiga quando não cumprem as suas elevadas expetativas. O núcleo da história é o contraste da figura paterna: um tirano em casa e um democrata de livre pensamento fora dela, alguém que luta contra a ditadura do seu país a partir das páginas do seu jornal.

Através dos olhos da adolescente Kambili vemos a lenta transformação que se produz nela e no seu irmão Jaja depois de uma breve estadia em casa da sua tia Ifeoma, onde descobrem o calor humano, o respeito às ideias, a liberdade e o amor. É uma novela dura e terna ao mesmo tempo, que nos ensina que é possível reagir à violência com inteligência.

Barbara Carcangiu (Graphic Designer)

Linked (Albert-László Barabási)

A Ciência das Redes (ou Network Science) é uma disciplina científica que pretende analisar as relações ou conexões que se produzem nas redes (entre pessoas, PCs, células ou economias, por exemplo) para descobrir os princípios e algoritmos que regem o seu comportamento altamente complexo.

Numa sociedade como a atual, onde ouvimos com frequência a frase “tudo está conectado”, este livro é a ferramenta perfeita para entender, de forma amena, a evolução e as implicações deste campo de investigação, que deu os primeiros passos com grandes científicos como Euler, no século XVIII, mas que alcançou o seu expoente máximo nos últimos anos, com o auge da Internet e da economia globalizada.

Daniel Gallego (Mobile Apps Lead)

El amigo americano (James Costos)

Jaime Costos foi embaixador dos EUA durante o mandato de  Barack Obama e foi muito popular pelo seu apoio aos empresários e empreendedores espanhóis. Através de pequenas histórias e com um estilo muito informal, relata os seus inícios numa empresa privada (foi um alto executivo da HBO), como se preparou para exercer o cargo e a suas experiências. O seus 4 anos como diplomata são um reflexo de sua maneira de trabalhar, inovadora e dinâmica. É o livro perfeito para os curiosos, de leitura rápida, interessante e fresca. E tudo sempre de um ponto de vista muito humano.

Victoria Rubio (3D Product Manager)

O terceiro gémeo (Ken Follet)

Neste romance policial-científico o autor galês introduziu já em 1997 a controvérsia à volta do secretismo dos estudios genéticos e ensaios sobre a clonagem em humanos (algo que nos dias de hoje é parte da atualidade e que ao mesmo tempo fascina e provoca temor). O autor combina, de forma brilhante, a temática científica com a investigação policial quando um laboratório que estuda o caráter hereditário das condutas criminais em gémeos criados de forma separada descobre a existência de um casal deles procedentes de mães diferentes. Um romance que te conquista desde a primeira página e que te mantém sempre em tensão.

Christian Fernández (Head of Technical Account Management)

Animas-te a ler algum destes livros ou já tinhas lido algum deles? Gostaríamos de conhecer a tua opinião no nosso perfil de Facebook.