O smartphone é uma parte fundamental da nossa vida. Na BQ criamos tecnologia, mas também somos utilizadores. Como tal, entendemos a importância e a necessidade de que o nosso telemóvel nos possa acompanhar sempre.

Por este motivo, trabalhamos na fiabilidade e qualidade dos nossos dispositivos garantindo que, não só funcionem de forma adequada quando cheguem às tuas mãos, mas também que assim se mantenham o máximo de tempo possível.

Como trabalha a equipa de engenheiros para este objetivo?

É um processo complexo que afeta várias fases do desenvolvimento de cada produto e, na BQ, está envolvida neste processo uma equipa técnica multidisciplinar composta pelos departamentos de design industrial, mecânica, passando pela equipa de hardware e software.

Controlo durante o design

A fase de desenvolvimento de um novo produto é uma das mais importantes e nela participam mais de 170 engenheiros. Desenhar os nossos próprios dispositivos permite-nos controlar todos os aspetos: definir o design do smartphone, selecionar os seus componentes e decidir como se integrarão.

Durante esta fase temos em conta as sugestões e preferências dos nossos utilizadores, as experiências prévias e avaliamos novas tecnologias que chegam ao nosso sector. Todos estes aspetos são valorizados no momento de, por exemplo, escolher o tipo de ecrã, definir materiais de acabamentos, decidir qual a câmara ou bateria a usar. A decisão de quais os componentes e como estes serão colocados no corpo do telemóvel terá uma enorme influência na qualidade do mesmo.

Quando chegamos à fase de prototipagem e temos o primeiro do modelo, passamos à seguinte fase: testá-lo.

Controlo durante os testes

Os testes são fundamentais para assegurar que o dispositivo funciona perfeitamente. Nunca chegará às tuas mãos um BQ que não tenha sido testado exaustivamente por uma equipa de especialistas. Os Aquaris passam, nos nossos laboratórios de Madrid, por umas 2.000 comprovações de hardware, mecânica ou software. Entre elas estão:

  • Testes de golpes e quedas de distintas alturas,
  • Testes de resistência ao pó,
  • Testes de resistência a diferentes temperaturas,
  • Testes de bateria,
  • Testes de uso de botões e conetores,
  • Testes de conectividade (WiFi, redes móveis…),
  • Testes de experiência de usabilidade, de câmara e de áudio.

Todos os resultados obtidos devem ser positivos e os testes devem ser superados para que o smartphone passe à fase de produção ou fabricação.

Controlo no “manufacturing”

A seleção correta dos componentes e fornecedores é essencial para o bom funcionamento de um dispositivo eletrónico. Mais de 20 engenheiros trabalham exclusivamente na relação com os nossos partners, controlando a qualidade dos componentes e do seu processo de fabricação com uma cuidada metodologia de análise de falhas.

Controlo durante a produção

Comprovar que tudo funciona durante a produção dos terminais é essencial para garantir a sua fiabilidade. Por este motivo, monitorizamos o processo de fabricação desde o início até ao final para nos assegurarmos que se realiza, não só de acordo com o nosso estrito controlo de qualidade, mas também de acordo com os procedimentos estabelecidos durante as fases anteriores.

Utilizamos máquinas líderes no setor, vigiamos cada aspeto do processo e estabelecemos pontos de controlo concretos na linha de produção. Também levamos a cabo testes que validam os dispositivos em cada determinado número de unidades e, através dos Quality Checks, comprovamos uma percentagem específica de smartphones antes de saírem de fábrica.

Estes controlos em cada uma das fases de criação asseguram a máxima qualidade em todos os nossos produtos. Um trabalho exaustivo com um único objetivo: que o teu Aquaris te acompanhe durante muitos anos.